amamentacao

Orientação de Amamentação

A Clínica Humana realiza um trabalho de orientação sobre a amamentação, uma etapa especial e delicada da vida de toda mulher, que requer cuidados específicos e atenção redobrada. É preciso conhecer detalhadamente os procedimentos corretos da amamentação para garantir o pleno desenvolvimento e a saúde do bebê.

Confira algumas dicas que a Humana preparou para as futuras mamães. Em caso de dúvidas, entre em contato com nossa equipe de atendimento e participe de uma orientação em nossa clínica.

O Melhor alimento para o Bebe
O leite materno é o alimento ideal para o bebê em seus primeiros seis meses de vida, e deve ser encarado sempre como a primeira opção de alimentação nutritiva e funcional. A amamentação não é uma atividade simples, porém é uma tarefa gratificante e que garante ao bebê muitos benefícios, como:

– Redução das infecções;
– Aumento da tolerância alimentar;
– Melhora as etapas de desenvolvimento;
– Reduz as possibilidades de alergias.

Em alguns casos, as mães precisam complementar a amamentação com leite de fórmula. Para isso, é essencial a orientação de um médico.

O melhor alimento para o bebê

nascimento já marca o início da amamentação. O colostro, nome dado ao leite que o organismo produz nos dias iniciais, é muito rico, principalmente em proteínas e substâncias que reforçam a imunidade. O leite vem após 72 horas do nascimento do bebê, com o aumento das mamas e um volume de produção natural.

Qual a frequência correta da amamentação?

O bebê vai pedir para mamar, e a mamãe pode oferecer o seio sempre que ele solicitar. Não existe intervalo correto ou recomendado entre as mamadas. Porém, o ideal é não ultrapassar 4 horas sem amamentar o bebê. Quanto mais a criança tiver contato com o seio materno, maior será a produção de leite.

Quanto tempo dura a mamada

Não existe tempo fixo, mas, em média, a sucção de leite acontece por 20 minutos. É importante manter o bebê posicionado de forma vertical após a amamentação para que ele possa expelir o ar deglutido. Pode ser que ele queira mamar mais um pouco após arrotar. Isso não é um problema, e você pode oferecer o seio novamente.

O bebê ganha peso durante a amamentação?

O bebê passa a ganhar peso apenas após 15 dias de vida, justamente devido à amamentação. Antes disso, ele terá perda de água e, por consequência, de peso. Este fato não é motivo de preocupação, e as mamães já são orientadas pelos médicos para encararem esse acontecimento com naturalidade.

Mães que não podem amamentar

O índice de mães que não podem amamentar é pequeno. Mas existem algumas que, por causa de tratamentos ou quadros específicos, recebem a recomendação para não amamentar, tais como:

– Mulheres que estão passando por quimioterapia ou radioterapia;
– Mulheres portadoras de HIV;
– Mulheres que abusam de drogas e outras substâncias químicas medicamentosas.

Mamães que passaram por cirurgia recente podem ter dificuldade para amamentar. O médico deve auxiliar nestes casos.

Não vou amamentar

Algumas mães não querem amamentar. Essa é uma escolha que deve ser muito pensada e discutida entre a família. Nestes casos, o acompanhamento médico é fundamental para que os bebês apresentem desenvolvimento satisfatório com o leite de fórmula, indicado como a segunda opção de alimentação.

Contudo, é fortemente recomendado que a criança seja alimentada apenas com o leite materno, pelo menos, até os seis meses de idade. Esta é uma indicação da Organização Mundial de Saúde.

Quer saber mais sobre amamentação? Então, entre em contato com a Clínica Humana Vacinas.